sábado, 19 de dezembro de 2009

Boas Festas !!!!!!



Mais um ciclo vai se completar. São trezentos e sessenta e cinco dias que se findam, para que outros trezentos e sessenta e seis comecem. Foi um ano quiçá bem vivido. Alegrias e tristezas, derrotas e vitórias, frustrações e realizações com certeza existiram; umas mais, outras menos; mas todas com certeza superada com as forças de cada um.

Chegou a hora, de mais uma vez, serem renovadas as esperanças de mais uma etapa de nossas vidas. De novo as tristezas, frustrações e derrotas virão, mas que sejam mais amenas, e que com certeza serão suportadas, pois as alegrias, vitórias e realizações, com as nossas forças renovadas, serão bem maiores.

É hora de renovar os sonhos e acreditar na vida. Não existem realizações sem sonhos, sonhar é rascunhar a realidade. Conquistar é acreditar, não conquistamos aquilo que não acreditamos.

Talvez seja o momento de introspecção e sermos crus e absolutamente sinceros conosco, para realmente sabermos o que nos traz felicidade. Se soubermos, lutemos mais no dia a dia para que estes momentos possam acontecer com a maior naturalidade.



FELIZ NATAL E QUE O ANO DE 2010, seja o caminho para a realização de todos os projetos e pendências. Que o ódio e as diferenças sejam esquecidos, para que o amor e a cordialidade reinem entre todos.




texto:Saji Pokeo

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Ração Humana

Mix de fibras promete enxugar as gordurinhas; será que funciona?

Ração Humana: composto de fibras não faz milagre

O nome é estranho, mas a ideia não é nova. A ração humana, a nova moda entre quem procura por um milagre para emagrecer, é um composto de fibras que, diz-se, ajuda no emagrecimento substituindo uma das refeições diárias. Há muito tempo, os “shakes” já prometem o mesmo resultado.

Não é de hoje que médicos e farmacêuticas em todo o mundo procuram com afinco remédios que possam acelerar o metabolismo, queimar calorias e auxiliar no emagrecimento. Será que a simples mistura de linhaça, açúcar mascavo, gérmen de trigo, aveia, castanha, guaraná e gergelim seria o tão procurado milagre? Será que ela realmente emagrece? As respostas para essas perguntas estão diretamente ligadas a quantos quilos se quer perder e com a maneira como se consome a ração.

“Caso a pessoa queira emagrecer pouco e rápido, por exemplo, ela vai ser madrinha de um casamento e o vestido está um pouco apertado, eu posso até prescrever a ração humana, mas é uma dieta para ser feita por no máximo quatro ou cinco dias, não mais que isso”, afirma a nutricionista Ana Celi Pimentel, coordenadora da pós-graduação de nutrição esportiva da Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro.

Além desse tempo a dieta pode trazer prejuízos à saúde. “O organismo precisa de um conjunto de elementos para ficar saudável. Em uma dieta em que a ração substitui uma grande refeição, como o almoço ou o jantar, a pessoa está ingerindo muita proteína vegetal. O corpo começa a apresentar deficiência de nutrientes importantes, como as vitaminas”, explica.

Para a nutricionista Bruna Murta, da rede de lojas Mundo Verde, que vende o composto já pronto, a ração é um complemento alimentar. “Se a pessoa substituir o pão do café da tarde por um iogurte com ração, as fibras do composto vão fazer com que ela tenha menos fome à noite e, portanto, com que ela coma menos. Mas não aconselho a substituir o jantar.” E se a ração humana for apenas inserida à alimentação, o efeito será o contrário do esperado. “Incluindo o composto, ela vai ganhar peso, pois está acrescentando calorias à sua dieta”. Duas colheres de sopa de ração humana – o equivalente a 20 gramas – contêm 80 calorias.

Sucesso

Dois motivos podem explicar o grande sucesso da ração humana: a fórmula pode ser feita em casa e o custo de 500g de ração não chega a R$10. Na zona cerealista de São Paulo, por exemplo, onde se vende os ingredientes a granel, os empórios distribuem a receita da ração para os consumidores e até incentivam o consumo com um discurso sobre os benefícios do composto.

Contra-indicação

Entretanto, engana-se quem pensa que uma mistura feita só com produtos naturais não tem contra-indicação: “Não é indicado para diabéticos, por exemplo, porque a fórmula original contém açúcar mascavo. Nem para pessoas muito ansiosas, devido à presença de guaraná em pó”, alerta Bruna. Além disso, como a receita é extremamente rica em fibras é preciso aumentar a ingestão de líquidos ou a pessoa terá prisão de ventre.

A melhor fórmula para emagrecer

Perder peso, segundo as duas nutricionistas, é uma matemática simples. Exercícios físicos mais dieta equilibrada vai resultar em perda de peso. “Emagrecer é uma tomada de atitude. A pessoa não pode ‘estar’ magra, ela tem de ‘ser’ magra”, reforça Ana Celi.


fonte: IG

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Rede de doação de rins salva 13 pessoas nos Estados Unidos

Uma iniciativa de médicos de Washington une pacientes, parentes e doadores voluntários para criar a maior corrente de doadores de rim dos Estados Unidos, com 26cirurgias

Uma iniciativa de Keith Melancon, diretor do setor de transplantes de rim do Hospital Universitário Georgetown, em Washington, nos Estados Unidos, conseguiu dar esperança a milhares de pessoas que aguardam por um doador de rim compatível em filas gigantescas. Unindo pacientes, parentes que desejavam ajudá-los e até doadores altruístas candidatos, Melancon e sua equipe realizaram 26 cirurgias e conseguiram novos rins para 13 pessoas, na maior corrente de transplantes registrada nos EUA.

A base da corrente foi a boa vontade. Como mostra reportagem da agência de notícias Associated Press publicada no site Msnbc (em inglês), muitos dos doadores eram parentes de pessoas doentes, incompatíveis para doação, mas que queriam ajudar. Durante semanas, a equipe de Melancon fez reuniões privadas e montou um catálogo desses doadores potenciais e começou a uni-los. O policial de Saint Louis Tom Otten, por exemplo, queria doar um rim para a mulher, Irene, mas não podia. Ela tinha uma condição rara que a torna incompatível com 95% da população dos EUA.

A alternativa de Tom foi doar seu rim para outra pessoa, para que Irene, por meio do sistema criado por Melancon, pudesse receber um rim. Tom, de 42 anos, fez a doação para Roxanne Williams, uma mulher de 30 anos que teve os rins destruídos pelo lúpus quando tinha 19. Irene, a mulher de Tom, recebeu um rim de Kelvina Hudgens, de 30 anos, que fez a doação em favor de sua mãe, há 15 anos fazendo hemodiálise.

Por meio dessa corrente, que contou ainda com três doadores altruístas, inscritos para doar um rim mesmo sem saber para quem ele iria, Melancon e sua equipe fizeram as 26 cirurgias no hospital Georgetown e no Centro Hospitalar Washington, ambos na capital dos EUA, nos dias 2, 4, 7, 8, 9 e 11 de dezembro. “Esse tipo de procedimento realmente multiplica o número de transplantes que podem ser feitos”, disse Melancon. “É quase uma experiência religiosa quando começamos a fazer isso, porque é milagroso”, afirmou.

Das 13 pessoas que receberam rins, 10 eram negras, hispânicas ou asiáticas, grupos que têm maior dificuldade de encontrar doadores na população americana. Além disso, por conta de condições raras, alguns dos pacientes jamais teriam recebido um transplante por meio do sistema tradicional.

Segundo Melancon, essas são provas de que a iniciativa pode reduzir a fila de transplante de rim nos Estados Unidos, que tem 88 mil pessoas atualmente. Todo o processo de compatibilidade é feito em sigilo, de uma forma que os doadores e receptores só se conheçam, se desejarem, após o transplante ter sido realizado. Segundo a AP, a Rede Associada para Doação de Órgãos (UNOS, na sigla em inglês), entidade que supervisiona os transplantes nos EUA vai testar um programa de larga escala seguindo os moldes do que foi feito em Washington. É uma tentativa de reduzir mais rapidamente as filas de transplantes no país.


fonte: Época

Selo da Amizade...



Este selo foi um presente da minha amiga Rosana Madjarof....Rô,obrigada por mais este carinho.


Regras:

1. Exibir esta imagem do selo e colocar as regras abaixo dele;
2. Colocar, abaixo do selo, o nome e o link do Blog de quem te presenteou;
3. Este selo pode ser repassado para todos os seus amigos, portanto, não precisa indicar nomes, somente avise-os para que possam pegar o selinho.


Grande abraço a todos os amigos e seguidores.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea

Pietro Albuquerque. Vítima de leucemia mielóide aguda, faleceu poucos dias antes de fazer 20 anos, ele já tem um lugar na história: em sua homenagem a Câmara Federal aprovou a “Lei Pietro”.

A lei designa de 14 a 21 de dezembro a “Semana de Mobilização Nacional para Doação de Medula Óssea”. Como o transplante é a única chance de cura, a lei transformou a dor em esperança para milhares de pessoas na mesma situação.

O cadastramento de candidatos a doadores de medula óssea é feito pelos hemocentros. O interessado em se candidatar deverá se dirigir ao hemocentro da sua cidade, onde vai receber orientações sobre o cadastramento e a doação da medula óssea. Para integrar o cadastro de doadores, a pessoa tem que ter entre 18 e 55 anos de idade e apresentar boa saúde. No ato do cadastramento será colhida uma pequena amostra de sangue destinada à realização do exame HLA. Este exame vai traçar as características genéticas do candidato e verificar a compatibilidade com o receptor voluntário. Para obter mais informações, procure uma unidade de atendimento.

Sobre o Caminho

Às vezes entramos num caminho apenas porque não acreditamos nele.

Então, é fácil: tudo o que temos de fazer é provar que ele não é o nosso caminho.

Entretanto, quando as coisas começam a acontecer e o caminho se revela para nós, temos medo de seguir adiante.

O mestre disse que não entendia por que muitos preferem passar a vida inteira destruindo os caminhos que não desejam percorrer, ao invés de andar pelo único que as conduziria a algum lugar.

Quando começamos o caminho, sempre temos uma idéia mais ou menos definida do que pretendemos encontrar. As mulheres geralmente buscam a Outra Parte, os homens procuram o Poder. Tanto uns como outros não querem aprender: querem chegar até aquilo que estabeleceram como meta.

Mas o caminho da magia – como, em geral, o caminho da vida – é e sempre será o caminho do Mistério.

Aprender uma coisa significa entrar em contato com um mundo do qual não se tem a menor idéia. É preciso ser humilde para aprender.



fonte: Paulo Coelho

sábado, 12 de dezembro de 2009

Selo Blog Arretado da Gota...




Este selo foi um presente da amiga Rosana Madjarof. Fiquei muito feliz com este carinho. Obrigada!


Regras:

1. Exibir esta imagem do selo e colocar as regras abaixo dele;
2. Colocar, abaixo do selo, o nome e o link do Blog de quem te presenteou;
3. Indicar 15 amigos para receber o selo, ou quantos mais você desejar.


Quero presentear os seguintes Blogs com este selinho:

1. Karina Kovalick
2. Reynolds Costa
3. Alexandre
4. Sandra Pina
5. Bárbara Almada
6. Airton Farias
7. Principe Encantado
8. Frase Pronta
9. Leandro Motta
10. Nereu Resende
11. Michel Goulart
12. Vinicius Bordini
13. Roberto Maia
14. Roberto Silva
15. Vilson Martins
16. Blogagem Coletiva.org
17. Fernanda
18. Gilberto Queiroz
19. Grdtes
20. Francisco Castro

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Selo Blogueiras sim !

Este selo foi um presente da amiga Isabel Ruiz, do blog Espaço vida em construção. Obrigada, querida amiga.





Regras

1. Exibir essa imagem do selo e colocar as regras abaixo dele;
2. Colocar, abaixo do selo, o nome e o link do blog de quem te presenteou;
3. Dizer 3 coisas que você acha um luxo com simplicidade;
4. Citar um pensamento ou frase que te acompanha;
5. Indicar 10 amigos para receber o selo.


As 3 coisas que eu acho um luxo com simplicidade:

1. Sinceridade
2. Respeito
3. Alegria de viver


Frase que me acompanha: “ Viver e não ter a vergonha de ser feliz....” ( Gonzaquinha)


Os blogs que presenteio:

1. Luna: http://luna-fasesdalua.blogspot.com
2. Telminha Teka: http://www.tekatun.com
3. Lourdes Neves: http://arquteturaseaventuras.blogspot.com
4. Renata pasini: http://fotosdenatureza.blogspot.com
5. Márcia Canêdo: http://jornalismoantenado.blogspot.com
6. Dri Viaro: http://www.driviaro.com.br
7. Márcia Ferreira: http://meninavirgem.wordpress.com
8. Denize Oliveira: http://bobagenseemocoes.blogspot.com
9. Alexandra: http://culinariasbrasileiras.blogspot.com
10. Roberta: http://agulhaetricot.blogspot.com

Battisti diz que escolheu Brasil porque País não costuma extraditar presos políticos

O ex-ativista político italiano Cesare Battisti, que aguarda decisão sobre sua extradição à Itália, afirmou nesta quinta-feira em audiência na Justiça Federal do Rio de Janeiro que decidiu fugir para o Brasil porque o País não costuma extraditar presos políticos.
Condenado à revelia por quatro homicídios na Itália, Battisti afirmou que foi aconselhado por políticos e intelectuais a vir para o Brasil, depois de ter revogada sua condição de refugiado político na França.
"Escolhi o Brasil porque aqui tem muitos refugiados italianos aos quais foi negada a extradição pelo STF (Supremo Tribunal Federal). O Brasil não tem a tradição de extraditar pessoas por crime político, e escolhi o País pela importância da comunidade italiana aqui", afirmou ele durante audiência sobre processo de falsidade ideológica, por ter sido detido com um passaporte francês falso no Rio em 2007.

O ex-ativista, que aguarda decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o pedido de extradição da Itália aprovado pelo STF, negou ter usado passaporte falso para entrar no país.

Apesar de portar um documento italiano de outra pessoa com sua foto, Battisti disse que não precisou apresentar o documento adulterado ao chegar no aeroporto de Fortaleza em 2004, pois já era aguardado por agentes brasileiros e franceses.

Esse passaporte, segundo Battisti, foi roubado em um hotel do Rio de Janeiro e um outro documento falsificado lhe foi enviado por contatos na França. O segundo passaporte, que teria um visto brasileiro falsificado, foi apreendido com Battisti em Copacabana quando o ex-ativista foi preso no ano de 2007.

Durante a audiência, Battisti afirmou que mantinha contato com políticos e intelectuais brasileiros, inclusive com o deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ).

Segundo o advogado de Battisti nesse processo, Luiz Eduardo Greenhalgh, o italiano está decepcionado com Gabeira, porque o parlamentar se negou a atuar como testemunha de defesa do italiano.

"Acho que o Cesare está magoado com o deputado Gabeira. Por diversas vezes na sua estadia aqui no Rio de Janeiro, Fernando Gabeira conversou com Cesare Battisti. Os dois se conheciam e têm uma trajetória comum, de luta armada, refúgio, banimento e exílio", disse o advogado a jornalistas.
"Nós o colocamos como testemunha, e ele mandou um ofício dizendo que não tinha nada a esclarecer sobre os fatos", disse Greenhalgh.

Extradição

Por cinco votos a quatro, o STF decidiu no dia 18 de novembro extraditar Battisti, mas deixou a palavra final sobre o caso ao presidente Lula.

O ministro da Justiça, Tarso Genro, concedeu status de refugiado político a Battisti em janeiro, alegando que o ex-ativista foi alvo de repressão do governo italiano e não conseguiu se defender de forma plena na Justiça do país europeu, contrariando decisão do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare).

Cesare Battisti, de 54 anos, foi condenado à revelia à prisão perpétua por quatro homicídios na Itália nos anos 1970. Na época, ele, que alega inocência, integrava a organização Proletários Armados pelo Comunismo, grupo radical de esquerda.

A ação do governo brasileiro de conceder refúgio foi criticada por autoridades italianas. A decisão provocou ainda uma crise diplomática com a Itália, que chamou de volta seu embaixador no Brasil para manifestar "surpresa e pesar" e discutir o caso.

A condenação do ex-ativista na Itália ocorreu após sua fuga em 1981 para a França, que acolheu italianos sob a condição de que abandonassem a luta armada.

Battisti deixou a França após a revogação de sua condição de refugiado e veio para o Brasil, foi preso em 2007 e passou a cumprir prisão preventiva para fins de extradição em Brasília.


Fonte: último segundo

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Só arroto de boi equivale a 69% dos gases-estufa por desmate no Cerrado

Estudo pede investimento em tecnologia para baixar liberação de metano.
Emissão da pecuária cai menos do que desmatamento entre 2003 e 2008.

As emissões de metano liberadas por arrotos de bois e vacas que pastam no Cerrado equivalem a nada menos que 69% do total de gases-estufa emitidos por desflorestamento e queimadas para pastagens nessa região. O bom funcionamento estomacal do gado libera metano (CH4), um gás suficientemente potente para entrar nos cálculos do aquecimento global .

Na Amazônia o rebanho bovino não é tão ambientalmente incorreto: a fermentação entérica naquele bioma equivale a 10% do estrago causado para implantar pastagens.

Os dados são de estudo coordenado por Mercedes Bustamante, da Universidade de Brasília (UnB), Carlos Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e Roberto Smeraldi, da ONG Amigos da Terra – Amazônia Brasileira. O trabalho mostra, pela primeira vez, que metade das emissões de gases-estufa do Brasil vem da pecuária .

Para reduzir essa fermentação nociva ao planeta, os especialistas recomendam melhoria genética do rebanho e “melhoria na dieta”: rações complementares, capim e leguminosas com menor potencial de emissão, aditivos e vacinas.

--------------------------------------------------------------------------------
Brasil tem um boi ou vaca para cada habitante
--------------------------------------------------------------------------------

O Brasil tem aproximadamente 190 milhões de cabeças de gado, o maior rebanho bovino comercial do mundo. Dá um boi ou vaca para cada habitante. As exportações da carne representam cerca de 24% da produção total, sendo a Rússia a maior importadora.

A boa notícia é que as emissões da pecuária recuaram de 1,090 bilhão de toneladas para 813 milhões entre 2003 e 2008, seguindo o recuo do desmatamento em si. Na Amazônia, o recuo foi de 775 milhões para 499 milhões; no Cerrado, 231 milhões para 229 milhões; no resto do país, 87 milhões para 84 milhões.

--------------------------------------------------------------------------------
Estimativas são conservadoras, ressalva grupo de pesquisa
--------------------------------------------------------------------------------

O problema é que o avanço das pastagens cai quando o desmatamento cai, mas cai menos, explicou Smeraldi ao G1. Em outras palavras, nos anos em que há recuo do desmatamento, a parcela para pastagens na área destruída é maior.

A implicação é clara: à medida que o Brasil avançar na diretriz de baixar 80% o desmatamento até 2020, crescerá a importância da pecuária como elemento de resistência à queda das emissões nacionais.

Os dados podem ser vistos como ameaça ao negócio, porque com custo de carbono ele ficaria mesmo inviável, mas também revelam uma oportunidade de ajuste rentável para o setor"
As estimativas foram qualificadas pelos próprios pesquisadores como conservadoras, porque não entraram na conta fontes complementares de gás-estufa. Fontes complementares são, por exemplo, as envolvidas na produção de ração e no transporte do gado, da carne e no seu beneficiamento industrial primário. Não foi considerado o desmatamento para formação de pastagens em outros biomas além de Amazônia e Cerrado.

O estudo considerou as três fontes principais de emissão na pecuária: desmatamento e queimadas para formação de pastagem; queimadas das próprias pastagens e fermentação entérica do gado.

Os principais números da pesquisa foram divulgados nesta quinta-feira (10) e serão apresentados em duas reuniões sábado (12) na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, a COP 15 . Os autores (ao todo, dez especialistas) ressaltam que suas conclusões “não representam necessariamente” a posição das instituições em que atuam.

“As informações permitem balizar o mercado para os investimentos necessários. Até hoje era uma coisa muito subjetiva”, disse Smeraldi. “Os dados podem ser vistos como ameaça ao negócio, porque com custo de carbono ele ficaria mesmo inviável, mas também revelam uma oportunidade de ajuste rentável para o setor.”

Além de Mercedes, Nobre e Smeraldi, o estudo “Estimativa de emissões recentes de gases de efeito estufa pela pecuária no Brasil” é resultado do trabalho dos especialistas Alexandre de Siqueira Pinto (UnB), Ana Paula Dutra de Aguiar, Jean Ometto e Karla Longo (Inpe), Laerte Guimarães Ferreira (Universidade Federal de Goiás, UFG), Luís Gustavo Barioni (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa) e Peter May (Amigos da Terra – Amazônia Brasileira).


fonte: G1

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

OMS: mais de 94% da população mundial está exposta a fumo passivo

Mais de 94% da população mundial não está legalmente protegida contra o fumo, ficando assim exposta à principal causa evitável de mortes, disse nesta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em seu relatório sobre a Epidemia Global do Tabaco, a OMS disse que políticas antifumo são cruciais para reduzir o dano causado pelo fumo passivo, que estaria matando prematuramente 600 mil pessoas por ano, além de causar doenças incapacitantes e prejuízos de dezenas de bilhões de dólares.

O relatório, no entanto, aponta alguns progressos. Em 2008, cerca de 154 milhões de pessoas (2,3% do total mundial) foram beneficiadas por novas leis antifumo. Mas os governos ainda precisam agir com rapidez para evitar muitas outras mortes.

"O fato de mais de 94% das pessoas continuarem desprotegidas por leis antifumo abrangentes mostra que é preciso muito mais trabalho", disse Ala Alwan, especialista da OMS em doenças não-transmissíveis.

Há provas científicas irrefutáveis de que a exposição à fumaça de cigarros causa morte e doenças graves. Nas últimas quatro décadas, a prevalência de fumantes caiu em países ricos, mas vem crescendo em grande parte do mundo em desenvolvimento.

A OMS disse que em 2008 sete países --Colômbia, Djibuti, Guatemala, Maurício, Panamá, Turquia e Zâmbia-- adotaram leis abrangentes contra o fumo, elevando para 17 o total de países com tal legislação.

O tabagismo mata mais de 5 milhões de pessoas por ano no mundo. Em agosto, a Fundação Mundial do Pulmão estimou que o fumo possa matar 1 bilhão de pessoas neste século.

"A não ser que uma ação urgente seja tomada para controlar a epidemia tabagista, o número anual de mortes pode subir para 8 milhões até 2030", disse o relatório da OMS. "Mais de 80 por cento dessas mortes prematuras ocorrerão em países de renda baixa e média - em outras palavras, precisamente onde é mais difícil evitar e arcar com tais perdas tremendas."

A OMS apontou uma enorme carência de verbas nos esforços contra o tabagismo - para cada 173 dólares recolhidos em impostos sobre o tabaco, só 1 dólar é gasto em medidas para tentar ajudar a população a parar de fumar.

Os avanços na proibição da propaganda e na taxação de cigarros pararam, disse o relatório, e 95 por cento das pessoas vivem em lugares onde o imposto representa menos de 75 por cento do preço de varejo do produto.

A OMS conclamou os governos a implementarem as regras da sua convenção-quadro sobre o controle do tabagismo, assinada por 170 países.

Essa convenção prevê medidas para evitar o consumo direto de cigarros e o fumo passivo, para oferecer apoio a quem quiser deixar o hábito, para proibir a publicidade e para elevar impostos sobre o tabaco.

No momento, menos de 10% da população mundial está coberta por alguma dessas medidas, segundo a OMS.



fonte:último segundo

domingo, 6 de dezembro de 2009

Para quem passou dos 50, a síndrome de D.A.D.I.A.

D.A.D.I.A.

( Desordem da Atenção Deficitária na Idade Avançada )
Você já sentiu isso?

Para quem já passou dos 50 ou está com os mesmos sintomas, acabaram de
descobrir o diagnóstico para a moléstia.

Explico melhor:

01. Outro dia decidi lavar o carro; peguei as chaves e rumei em direção à
garagem, quando notei minha correspondência largada em cima da mesa…

02 …Ok, vou lavar o carro, mas antes vou dar uma olhadinha na
correspondência, pois pode ter alguma coisa urgente…

03. Ponho as chaves do carro na escrivaninha ao lado e, olhando a
correspondência, vejo que tem muita propaganda
inútil, então decido jogá-las fora, quando noto que a lixeira está cheia…

04. Então tá, vou esvaziar a lixeira. Coloco as contas sobre a escrivaninha,
mas lembro que tem um caixa eletrônico bem perto de casa, vou primeiro pagar
as contas…

05. Coloco a lixeira no chão, pego as contas e vou em direção à porta…

06. Onde está o talão de cheques? Achei, mas só tem uma folha. Tem talão
novo na escrivaninha…

07. Ao passar pela mesa de jantar, encontrei… aquele refrigerante que eu
estava tomando. Vou pegar o talão, mas antes vou
guardar o refrigerante na geladeira…

08. Estou andando em direção à cozinha quando noto que as flores no vaso
parecem murchas, é melhor trocar a água antes…

09. Coloco o refrigerante no balcão da cozinha, quando…Ah! Achei meus
óculos! Estava procurando desde de manhã! É melhor guardá-los logo…

10. Pego uma vasilha, encho de água, e vou em direção ao vaso, mas…

11. Deixaram o controle remoto da TV aqui em cima. À noite quando formos
assistir, ninguém vai se lembrar de procurar na
cozinha. É melhor levá-lo para sala. Mas…

12. Ponho meus óculos sobre a mesa e pego o controle…

13. Estou colocando água na planta, mas caiu um pouco no chão. Jogo o
controle sobre o sofá e vou buscar o pano…

14. Vou andando pelo corredor e penso que precisava trocar a moldura deste
quadro…

15. Estou indo, quando tento me lembrar o que é que eu estava indo fazer…

16. Ah! Os óculos… Depois! Primeiro o pano. Pego…

17. Vou em direção às flores, mas vejo a lixeira cheia…

18. Final do dia: o carro continua sujo, as contas não foram pagas, o
refrigerante continua lá, quentinho, as flores foram
aguadas pela metade, só tenho uma folha de cheque e não sei onde estão as
chaves do carro!

19. Quando tento entender porque nada foi feito hoje, fico atônito, pois sei
que estive ocupado o dia inteiro!!!

20. Percebo que isto é uma coisa seriíssima e que irei em busca de auxílio,
mas, antes, acho que vou checar minha correspondência



fonte:Ricardo Kotscho

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Noivo atualiza Twitter e Facebook direto do altar

Casal mora nos EUA; somente juiz de paz sabia do plano.
Noivo tirou celular do paletó e arrancou risos dos convidados.

A noiva Tracy Page se surpreendeu durante seu casamento, quando o noivo, Dana Hanna, tirou um celular do paletó para atualizar seu status no site de relacionamentos Facebook e postar um texto no microblog Twitter, direto do altar. Segundo o noivo, somente o juiz de paz sabia de sua intenção, que arrancou risos dos convidados. O vídeou publicado no YouTube foi divulgado pelo blog TechCrunch.




Noivo atualizou redes sociais no altar. Somente o juiz de paz sabia da 'surpresa' que ele fez para a noiva. (Foto: Reprodução )




O noivo twittou em inglês: 'no altar, com @TracyPage onde há um segundo ela se tornou minha mulher! Tenho de ir, hora de beijar a noiva'. (Foto: Reprodução )


fonte:G1

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dia Mundial de Combate a AIDS



Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas - ONU. A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada a partir de 1988.

O preconceito e a discriminação contra as pessoas vivendo com HIV/Aids são as maiores barreiras no combate à epidemia, ao adequado apoio, à assistência e ao tratamento da Aids e ao seu diagnóstico. Os estigmas são desencadeados por motivos que incluem a falta de conhecimento, mitos e medos. Ao discutir preconceito e discriminação, o Ministério da Saúde espera aliviar o impacto da Aids no País. O principal objetivo é prevenir, reduzir e eliminar o preconceito e a discriminação associados à Aids. O Brasil já encontrou um modelo de tratamento para a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, que hoje é considerado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) uma referência para o mundo. Agora nós, brasileiros, precisamos encontrar uma forma de quebrarmos os preconceitos contra a doença e seus portadores e sermos mais solidários do que somos por natureza. Acabar com o preconceito e aumentar a prevenção devem se tornar hábitos diários de nossas vidas.



fonte:"velhos amigos"

domingo, 29 de novembro de 2009

Uma cidade chamada você

Noventa por cento das células de seu corpo não são humanas. São bactérias. Sem elas, você não viveria. Agora, os cientistas vão mapeá-las.


Olhe-se no espelho. Observe com atenção a imagem de seu rosto, de seus cabelos e de suas mãos. Note a pequena espinha que não estava lá ontem à noite; verifique se há algum novo fio de cabelo branco; repare nas marcas indeléveis da idade que vão se acumulando. Agora fique de perfil e repita aquela olhadela matinal – quase involuntária – que fazemos na esperança de perceber alguma mudança para melhor nos quilinhos a mais (ou a menos) em nossa cintura. A imagem refletida no espelho é seu corpo. Ou melhor, é apenas 10% dele, o conjunto formado pelos 100 trilhões de células humanas. Os outros 90% são invisíveis – e não são humanos. Trata-se de uma multidão com 1 quatrilhão de micro-organismos, um vasto ecossistema formado por centenas de espécies de bactérias, protozoários e fungos (sem falar num número desconhecido, mas supostamente bem maior, de vírus). Em sua grande maioria, esses micro-organismos são benéficos. Nós só estamos vivos porque eles existem.

Estudá-los é o próximo passo de uma ciência iniciada há 150 anos, completados em 24 de novembro, quando Charles Darwin publicou A origem das espécies e elucidou o mecanismo da evolução por meio da seleção natural. É também a sequência natural do esforço do Projeto Genoma, que em 2001 mapeou o código genético do Homo sapiens. Agora, médicos e geneticistas tentam identificar os genes da flora microbiana que há dentro de nós.

Iniciado em 2007, o Projeto Microbioma Humano é tocado por dezenas de laboratórios nos Estados Unidos, na Europa e na Ásia. Num primeiro momento, seu objetivo é mapear os genomas das cem principais espécies de bactérias do sistema digestivo. Elas decompõem os alimentos, extraindo seus nutrientes e sua energia. Elas produzem vitaminas e hormônios necessários ao metabolismo e apoiam o sistema imune, vigiando contra a invasão de agentes infecciosos que causam doenças.

Conhecer o DNA dessas bactérias pode ajudar a entender melhor suas funções individuais no organismo e saber como é que elas foram parar lá (a maioria dessas espécies só existe dentro do ser humano). Em algum momento no passado da humanidade – ou de nossos ancestrais – as bactérias do sistema digestivo trocaram a luta pela sobrevivência no meio ambiente externo pela segurança de nosso corpo. Em troca, passaram a nos servir, numa relação mutuamente vantajosa.

A exemplo do que acontece no sistema digestivo, colônias de bactérias proliferam na boca, na garganta, no nariz, nos olhos, em cada milímetro quadrado da pele, nos cabelos, nas unhas, nos sistemas urinário e reprodutivo. A vagina é uma prova da maior complexidade das mulheres em relação aos homens. É o órgão com a maior concentração microbiana do corpo, com exceção do intestino grosso. No interior desse último há 100 trilhões de indivíduos – número igual ao das células humanas.

Quando se calcula o total dos genes do DNA de todas as espécies que habitam o ser humano, chega-se a um número astronômico: cerca de 1.000 vezes maior que os 20 mil genes do DNA humano. Somando-se esse dado à constatação de que, na ausência de nossos companheiros microscópicos, nenhum de nós existiria, conclui-se que cada ser humano é um bioma intrincado, tanto quanto a Mata Atlântica ou a Amazônia.

O fim de uma única espécie pode refletir no todo. O consumo de açúcar e gordura, por exemplo, reduz a diversidade da flora intestinal – que pode ser reconstituída por meio de uma dieta vegetariana. Mas por que a diversidade bacteriana varia entre os seres humanos? Os membros de uma família geralmente têm uma flora similar. Mas pode ser muito diferente da família vizinha. Sabe-se também que a composição da flora varia geograficamente. Os brasileiros têm uma flora diferente dos americanos ou dos chineses. Ninguém sabe por quê. Ainda.



fonte:Revista Época

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Médicos se enganam com caso de coma por 20 anos.

Médicos achavam que homem estava em coma por 20 anos.

Embora estivesse impedido de se comunicar devido a uma paralisia, o belga estava consciente. Durante 23 anos, ouviu tudo o que foi falado ao seu redor.

Foi divulgado, na Bélgica, o caso médico de um homem que passou mais de 20 anos dando sinais de que estava em coma. Mas não estava. Quem explica é a correspondente Ilze Scamparini.

O belga Rom Rauden, era um estudante de engenharia, e lutador esportivo, quando em 1983 sofreu um acidente de carro, muito grave.

Entrou em estado vegetativo, segundo o diagnóstico do Hospital de Zolder, na Bélgica. Para os médicos, era um caso sem esperança de uma consciência que tinha se apagado para sempre.

Mas embora estivesse impedido de se comunicar pela paralisia, Rom estava consciente. Mas há três anos, exames com um novo equipamento de tomografia revelaram que o cérebro dele continuava funcionando perfeitamente.

Durante 23 anos, ouviu tudo o que foi falado ao seu redor. Hoje, com as sessões de fisioterapia, e através de uma tela, Rom consegue dizer ao mundo o que tentou, durante tanto tempo.

“Eu gritava, mas ninguém me ouvia. Me sentia impotente. Tinha raiva, me sentia abandonado. mas depois aprendi a viver com isso. Imagine o que é ouvir, ver, sentir e pensar, e enquanto isso ninguém te escuta. Você passa por tudo isso sem participar da vida".

A mãe diz que agora Rom, aos 46 anos, fala o que quer e toma as suas decisões. Que não se sente deprimido. Quer aproveitar a vida ao máximo. E costuma dizer: não sou um vegetal, eu sou alguém.

O doutor Steve Laurey, que foi o primeiro a perceber que Rom não estava em coma, declarou que situações como essa não são raras. Podem acontecer em 4 casos, a cada dez.

Para o médico, ainda é difícil distinguir o estado vegetativo, em que o paciente apresenta apenas reflexos involuntários, do chamado estado de consciência mínima. Exames padronizados e novos equipamentos podem ajudar a evitar erros nos diagnósticos.

Para quem pergunta como o belga conseguiu sobreviver imóvel, durante mais de duas décadas, ele responde que passou grande parte do tempo sonhando.


fonte:G1

domingo, 22 de novembro de 2009

Selo "Declaração de Afeto"



Recebi este selinho das amigas Leila (http://leilafranca.blogspot.com) e Rê Bonelli (http://rebonelli.blogspot.com).
Agradeço a lembrança e tentarei seguir as regras...rsrs...é a primeira vez que recebo um selinho e ainda não "dominei" a tecnica de lidar com ele.

As regras:

- nomeamos 10 pessoas e em seguida visitamos seus blogs e comunicamos a nomeação.
- cada um deverá nomear mais 10 e assim sucessivamente.
- não há prêmios, apenas nossa declaração sincera de afeto.
- se receber o selo de volta é porque você é realmente considerado um grande amigo.


Será difícil selecionar, afinal são tantos amigos e todos são merecedores do meu afeto....mas regras são regras né....então vamos lá....rsrs

Amigos indicados:

http://www.ligadamedulaossea.blogspot.com
http://www.blogdocatarino.com
http://castroinfonet.blogspot.com
http://mardepossibilidades.blogspot.com
http://www.muraldoantena.blogspot.com
http://blogdomaha.blogspot.com
http://deboramartins.blogspot.com
http://mardelcardoso.blogspot.com
http://lilika-forever.blogspot.com
http://blogdoivandro.blogspot.com

Um grande abraço a todos!!!!!!

Coragem

Aceitar com tranqüilidade as mudanças que a vida traz para a nossa vida, é um aprendizado difícil e, por isso, nossa tendência inicial é resistir a elas durante algum tempo.

Para muitos seres humanos, os imprevistos são vistos como ameaças durante toda a vida. Eles seguem cultivando um medo do novo que pode tornar sua jornada muito mais difícil, levando-os a desenvolver distúrbios emocionais bastante sérios, como a síndrome do pânico.

Quanto mais resistência há em enfrentar as transformações, maiores são as chances de que a doença e o desequilíbrio se instalem rapidamente. Só há uma maneira de minimizar o temor e a ansiedade que uma mudança traz, é enxergá-la como uma valiosa oportunidade para que provemos nossa força interior.

Essa diferença de postura é essencial para que possamos vencer nossos bloqueios e inseguranças diante de situações desconhecidas. Existem inúmeros recursos terapêuticos que podem nos ajudar neste caminho, só precisamos tomar a decisão e ir à busca daqueles que podem tornar o desafio da mudança menos árduo.

Resistir ao novo como se ele significasse sempre uma promessa de infelicidade, é parte da estratégia da mente para nos manter paralisados, vitimas da estagnação e do medo.

Muitas vezes, aquilo que visualizamos como segurança, não passa de uma prisão, na qual permanecemos durante muito tempo, agarrando-nos à ilusão de que ali o sofrimento não irá nos atingir. Mas o pior que poderíamos experimentar já se encontra presente, que é a incapacidade de nos movermos de modo confiante para outras direções.

Enquanto cultivarmos essa resistência, tudo continuará obscuro, e a luz da consciência jamais se fará presente. Derrubar o muro que nos separa da felicidade e da paz, exige muita força de vontade e, acima de tudo, uma grande coragem para ir de encontro ao desconhecido sem qualquer temor.

"Eu estou tateando no escuro. Osho, você poderia tirar-me disso?"

"Eu não vejo escuridão em lugar algum. Você é que está mantendo os olhos fechados. A escuridão não existe. É criação sua. O sol está em todo lugar, a luz está em todo lugar, estamos em pleno meio-dia. Mas você continua apertando os seus olhos, mantendo-os fechados. Daí a escuridão. Agora, ninguém pode forçar os seus olhos a se abrirem.

....Existem algumas coisas que você tem que fazer por si mesmo. Esta é uma das coisas mais fundamentais da vida. Se não fosse assim, mesmo em sua liberdade, você seria um escravo. Se eu pudesse tirá-lo da sua escuridão, ou qualquer outra pessoa, aquela luz não seria muito luminosa. Você estará aprisionado naquela luz, você não veio de livre e espontânea vontade, você não floresceu espontaneamente.

Alguma vez você já observou uma criança tentando abrir à força um botão de flor? O botão pode ser aberto, mas não será uma flor, alguma coisa ficará faltando, algo de grande significado. A alma estará faltando. A flor tem alma quando ela floresce espontaneamente, daí ela tem vida. Quando você a força, você a destrói. Tudo que é belo na vida pode apenas acontecer; não pode ser feito.

....Você está mantendo os seus olhos fechados, e despendendo muita energia para mantê-los fechados. A mesma energia que os está mantendo fechados, se relaxados, irá ajudá-los a se abrirem.

...Um mestre é compassivo com você, ele tem compaixão. O que mais ele pode fazer? Um mestre verdadeiro não pode segurar suas mãos, porque isso o manterá sempre dependente. Trazer você para fora à força, é o mesmo que mantê-lo ainda dentro. Na hora em que o mestre soltar suas mãos, você voltará para o seu velho mundo, para a sua velha mente. Aquilo ainda não estava encerrado, ainda estava agarrado dentro de você.

Um mestre verdadeiro ajuda sem ajudar.... A sua ajuda é muito indireta, ele nunca vem imediatamente ajudá-lo. Ele vem de maneira muito sutil. Ele se aproxima de você como uma brisa muito frágil, não como uma ventania selvagem. Ele se aproxima de você como uma aura, invisível. Ele o ajuda certamente, mas nunca força você. Ele o ajuda apenas até onde você está pronto para ir, nunca um passo a mais. Ele nunca empurra você violentamente, porque qualquer coisa feita violentamente será perdida, mais cedo ou mais tarde.

Aquilo que você não desenvolveu de livre e espontânea vontade, você perderá. Você não pode desfrutar aquilo que não cresceu em seu ser espontaneamente. Você desfruta o seu próprio crescimento. Eu posso até mesmo dar-lhe a verdade, e você irá jogá-la fora, porque você não irá reconhecê-la.

... Ninguém pode ser acordado antes da sua hora, nem deve ser.

...Olhe para meu punho: se eu tiver que mantê-lo como um punho, eu terei que mantê-lo fechado, cerrado. No momento em que eu parar de fechá-lo, ele começará a se abrir espontaneamente. Estar aberto é natural, estar fechado é antinatural. Para mantê-lo fechado você tem que colocar muita energia nele. Para abrir, nenhuma energia é necessária.

...Um punho cerrado é antinatural; uma mão aberta é natural.. Qualquer dia, mantenha o seu punho fechado por todo o tempo e ao final da tarde você se sentirá realmente cansado. O natural é a mão aberta.

Um coração aberto é um fenômeno natural; um ser aberto é simplesmente natural. Um ser fechado é muito antinatural, muito artificial; você tem que colocar toda a sua energia nisso. Essa é a minha observação em milhares de pessoas: elas dão toda a sua energia para se manterem miseráveis.

Permanecer no inferno é um grande investimento. Não é fácil, é muito difícil. Você precisa ser muito forte para estar no inferno, muito teimoso, decidido. (...) Você tem que ser duro como um diamante, somente então você pode permanecer no inferno. Se não for assim... ninguém está impedindo o seu caminho. Basta relaxar e você entra no céu, o relaxamento é a porta.

Você diz: Eu estou tateando no escuro. Relaxe. No momento em que você relaxar, os seus olhos começarão a se abrir, assim como um botão abre e se torna uma flor, assim como um punho que não mais se mantém cerrado começa a se abrir e se torna uma mão aberta.

Eu não estou aqui para forçar isto. Eu estou aqui para esclarecê-lo como isto acontece. Eu posso falar a respeito desse processo, eu não posso fazê-lo para você. Compreendido, ele acontece. Eu não lhe prometo coisa alguma. Eu só lhe prometo uma coisa: o que aconteceu comigo eu farei com que fique óbvio para você. Daí, cabe a você seguir...
Buda disse: os budas só indicam o caminho, mas é você que tem que ir, cabe a você seguir o caminho." .



fonte::: Elisabeth Cavalcante ::

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Dia da Consciência Negra



O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de Novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.

A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. Apesar das várias dúvidas levantadas quanto ao caráter de Zumbi nos últimos anos (comprovou-se, por exemplo, que ele mantinha escravos particulares) o Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro (1594).

Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.

Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc.

O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos; até então, o movimento negro precisava se contentar com o dia 13 de Maio, Abolição da Escravatura – comemoração que tem sido rejeitada por enfatizar muitas vezes a "generosidade" da princesa Isabel, ou seja, ser uma celebração da atitude de uma branca.

A semana dentro da qual está o dia 20 de novembro também recebe o nome de Semana da Consciência Negra.



fonte:Wikipedia

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Dê um "olé" em seus medos, seja criativo e viva de verdade!

Por que ser criativo dá medo? Milhões de pessoas sonhavam em ser astronautas, músicos, bombeiros, cantores(as), dançarinos(as), atores/atrizes, professores(as) etc. e desistiram de seus sonhos por perguntas do tipo: "Você não tem medo de dar errado? De passar fome? De se frustrar? De quebrar a cara? De ser um fracassado na vida?"

A resposta: "É claro que sim! Quem nunca teve medo de dar errado?"

Obviamente ninguém perguntava se as pessoas tinham medo de se tornar engenheiros, médicos, advogados, economistas, administradores, arquitetos ou outra profissão facilmente acolhida pela era industrial. Mas, será que estas profissões "sólidas" estão trazendo a realização para as pessoas que queriam seguir outro rumo na vida?

Será que sua decisão foi por sua escolha deliberada?

Segundo Elizabeth Gilbert, autora do Bestseller "Comer, Rezar, Amar", os gênios aprenderam a captar momentos de intuição e transcrever para algo físico (uma música, um livro, uma inovação, uma jogada brilhante etc.). É um momento de transcendência quando algo mágico acontece. Um momento de "Olé!".

Quando você faz o que ama, seu canal intuitivo estará em boa forma e você naturalmente terá vários momentos mágicos. "Olé", segundo a história que narra a invasão da Espanha pelos Mouros, é uma variação da pronúncia da palavra "Alá", que significa "Deus".

Ainda nos dias de hoje, durante as danças flamencas ou nas touradas, as pessoas gritam "Olé" quando sentem que o artista fez algo impossível ou mágico. Então, "Olé" é quando algo divino se manifesta no mundo.

E você? Tem vivenciado momentos divinos em sua vida?



por Caio Cesar Santos

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Parar de evitar a si mesmo

Em geral, evitamos olhar de frente para os conflitos, sejam eles dentro ou fora de nós. Vamos protelando os fatos desagradáveis da vida com a "esperança" de que eles mudem com o tempo. Alguns se resolvem por si mesmos: outros, no entanto, quando vêm à tona, são verdadeiras explosões.

Tendencialmente, preferimos nos acomodar. Evitamos o confronto tanto externo como interno. No entanto, é ao admitir nossas falhas e fraquezas que começamos a cultivar uma boa estima, a confiança em nossa capacidade de refletir e de enfrentar os desafios básicos da vida. Na medida em que evitamos a nós mesmos nos tornamos vítimas passivas dos infortúnios da vida. Isto é, deixamos de contestar o que vemos e sabemos a respeito de nós mesmos. Quando recusamos a nós mesmos, perdemos a oportunidade de transformação.

Olhar de frente requer aceitação, um antídoto direto da tendência de evitar o que nos incomoda.

Aceitar nossas falhas é uma atitude que desperta o autocomprometimento. Quanto mais aceitamos o que ocorre em nosso interior, mais perto estamos de nós mesmos e assim, podemos nos tornar agentes ativos em nosso desenvolvimento interior.

Aceitar é um modo de parar de lutar contra nós mesmos e de adquirir autorespeito. Quando aceitamos nossas falhas deixamos de sentir vergonha de nós mesmos. Nos tornamos testemunhas de nosso próprio processo de sofrimento. Aqui ocorre a verdadeira mudança: uma vez que não temos mais porque evitar a consciência de nossas falhas, torna-se mais difícil deixar de admiti-las! Uma vez tão próximos de nossa verdade interna, surge o desejo autêntico de fazer algo melhor por nós mesmos.

A esta altura, o desejo de mudar não está mais sustentado pelo desconforto de ser quem somos, mas sim pela vontade de nos oferecermos melhores condições!

A partir do momento em que aceitamos nossas falhas, elas deixam de ser fardos que temos que carregar inevitavelmente. Há um novo acordo interno. A autoresponsabilidade faz com que nos sintamos dignos de nós mesmos.

Quando nos decepcionamos, sentimos raiva de nós mesmos. Nestes momentos, aceitar nossas falhas poderia parecer concordar com nosso mal estar. Mas, não é isto... aceitar nossas falhas não quer dizer dar a mão à palmatória! É, sim, um ato de autocompaixão.

A ação compassiva baseia-se principalmente em não lutar contra, mas "com". A medida em que deixamos de atuar contra nós, mas com nós mesmos, desenvolvemos a autocompaixão.

O budismo nos inspira a sermos guiados pela sabedoria da compaixão. Yongey Rinpoche escreve em Alegria de Viver (Ed.Campus): "Quanto mais claramente vemos as coisas como são, mais dispostos e capazes nos tornamos de abrir nossos corações a outros seres."... "Ao aprender ver de onde a outra pessoa está vindo, qual é sua real condição, teremos menos chances de nos envolver num conflito, pois a clareza de saber distinguir as nossas limitações das limitações criadas pela outra pessoa irá nos proteger de não continuar agindo unilateralmente."

Neste sentido, ver com clareza gera energia, disposição para enfrentar o que em geral evitamos. Se aplicarmos a frase "Ao aprender ver de onde a outra pessoa está vindo" a nós mesmos, estaremos tendo uma atitude de autocompaixão. Admitir nossa real condição torna-se um modo de não gerarmos mais conflitos para nós mesmos, pois a clareza de saber distinguir as nossas limitações das limitações criadas por nosso hábito de evitar o confronto irá nos proteger de não continuar implicando com nós mesmos.

Quando passamos a acolher nossas falhas, nossa mente sossega, pois não precisamos mais escapar ou resistir. Aliás, para quem busca despertar a coragem de encarar a si mesmo, há uma frase poderosa a ser dita para antes de dormir: "Universo me revele a verdade".



fonte::: Bel Cesar ::

sábado, 14 de novembro de 2009

Destino ou escolha?

Muitas vezes ouvimos dizer que algo acontece em nossas vidas porque é o nosso destino. Será? ou talvez possamos mudá-lo ao invés de simplesmente aceitá-lo?

Salva pela mãe quando bebê, índia do AM faz mestrado na mesma escola de ObamaLinda Vargas se encontrou com o presidente dos EUA em junho deste ano.
Ela foi convidada a estudar nos Estados Unidos em 2010.

índia Lindomar da Silva Vargas, 34 anos, da tribo marubo, recebeu um convite para fazer mestrado na Trachetenberg School Policy and Public Administration, da George Washington University. Ela será a primeira índia a participar do programa mundial que forma líderes políticos, intitulado Alumi Small Grants Announcement, na mesma universidade por onde já passaram Barack Obama, Bill Clinton e Fernando Henrique Cardoso.

"Meu pai quis me matar, mas minha mãe lutou pela minha vida"

Ela está no penúltimo período do curso de administração pública na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Linda, como é conhecida, foi beneficiada com as cotas destinadas aos povos indígenas no estado. Em junho deste ano, ela já esteve nos Estados Unidos, a convite do governo norte-americano, para falar sobre política indígena no Amazonas.

"Quero primeiro pensar na minha conclusão de curso. De qualquer forma, acredito que seja um passo importante para fazer com que minha possível passagem pelos Estados Unidos, estudando em um local de formação de líderes políticos mundiais, possa refletir em benefícios para o povo de minha tribo. Esse seria meu maior sonho", disse Linda.

Ela lembrou do encontro de meia hora que teve com Barack Obama, em junho deste ano. "Vários representantes indígenas do mundo todo estiveram presentes. A conversa foi muito rápida e suficiente apenas para me identificar e falar um pouco sobre meu povo", afirmou a índia marubo.


Ameaçada de morte

Linda nasceu em Atalaia do Norte (AM), na tribo marubo. "Vivi na cabeceira do Rio Curuçá, no Vale do Javari, até meus 9 anos, quando descobri que só estava viva por causa de minha mãe." Ela revelou que, por tradição da cultura marubo, o primeiro filho de um casal indígena deveria nascer homem e herdar os dons curativos do pai. "Nasci mulher e não receberia esse dom. Meu pai quis me matar, mas minha mãe lutou pela minha vida."

Quase virei freira. Como não queria a vida religiosa, saí da escola após a conclusão dos estudos"
Ao saber do desejo de seu pai em matá-la quando ainda era bebê, Linda disse que ficou revoltada, mas que a dor maior veio dias depois, ao descobrir que o pai, na condição de dexá-la viver, a prometeu em casamento a um índio da tribo. "Soube que não poderia escolher com quem casar e me revoltei ainda mais. Não conseguia entender por que teria de casar com um índio que já tinha três mulheres. Eu seria a quarta esposa", disse ela.

Decidida, Linda disse ao G1 que, apesar dos 9 anos de idade, entrou na Floresta Amazônica e fugiu da tribo. "Entrei em uma picada, que nem sabia para onde me levaria. Corri muito, mas os índios descobriram que eu tinha fugido e, como andam muito rápido no meio da selva, conseguiram me capturar e levar de volta para a tribo. Meu pai me prometeu uma grande festa de casamento, mas não quis."


Iniciação escolar

Um missionário religioso que atuava na região da tribo marubo intercedeu e a levou para estudar em um colégio de freiras em Cruzeiro do Sul (AC). "Terminei o que hoje seria o Ensino Fundamental, e quase virei freira. Como não queria a vida religiosa, saí da escola após a conclusão dos estudos. Em seguida, conheci um coronel do Exército, com quem me casei. Me separei aos 20 anos ao descobrir que ele queria virar índio e ter mais de uma mulher", brincou Linda.

Ela se mudou para Porto Velho, onde terminou o Ensino Médio e conheceu o pai de seus filhos, Andreza, de 12 anos, e Marlon, de 11 anos. "Minha família me descobriu novamente e pediu para me buscar. Depois de tanto tempo, eles já tinham evoluído e eu também tinha amadurecido. Conversamos, mas decidi ir para Manaus."


Rumo aos Estados Unidos

Linda disse que entrou na Universidade do Estado do Amazonas em 2006 por meio do sistema de cotas e pretende concluir o curso de administração pública em 2010. "Eu aceitei a bolsa de mestrado, mas tem um pequeno detalhe que precisa ser negociado. Tenho dois filhos e não falo inglês perfeitamente."

Enquanto se prepara para aprimorar o conhecimento da língua inglesa, Linda assumiu o cargo de chefe do departamento de Orçamento e Finanças da Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind). Ela controla um orçamento de R$ 3 milhões, em 2009, mas que pode alcançar R$ 10 milhões em 2010, segundo o secretário Jecinaldo Sateré, titular da pasta.



fonte:G1

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Leite com chocolate em pó faz bem ao coração, diz estudo

Duas colheres de sopa de cacau por dia podem ser o novo vinho. Veja a opinião de especialistas


Uma pequisa publicada na edição de novembro do The American Journal of Clinical Nutrition informa que a dupla leite desnatado e chocolate em pó sem açúcar ajuda a combater e a afastar doenças do coração. Melhor ainda se, no lugar do chocolate, for utilizado cacau em pó.

Antes de correr para a cozinha, no entanto, veja como os nutricionistas consultados pelo iG Gourmet avaliam esta informação.

Primeiro, às bases: um pedacinho de chocolate amargo por dia é um hábito que muita gente já adquiriu para cuidar do coração. No ano passado, a Associação Americana de Nutrição disse que comer todos os dias um quadradinho de um tablete de chocolate amargo, durante duas semanas, ajudaria a diminuir os riscos de doenças cardíacas.

Foi apenas mais uma peça na pilha de informações a favor de substâncias como os flavonóides, as mesmas estrelas do vinho, da laranja, da tangerina... e que comprovadamente ajudam a reduzir o risco de doenças cardíacas.

Esse tipo de chocolate costuma ter maior concentração de cacau, que, por sua vez, é apontado com importante fonte dos tais flavonóides que, entre outras coisas, contribuem para diminuir a pressão sanguínea.

Moderação - Segundo a nutricionista Kátia Gavranich Camargo, a teobromina é outra importante constituinte do chocolate. Parente próxima da cafeína, é rica em ácidos graxos essenciais, que poderiam de fato ter o efeito antiinflamatório apontado no estudo. “O recomendado, no contexto de uma alimentação saudável, é consumir duas colheres de sopa por dia de chocolate em pó, ou o próprio cacau".

O leite desnatado é indicado para dietas de emagrecimento ou para quem tem níveis de colesterol elevados. “Os achocolatados não são as melhores opções por possuírem muito açúcar e leite em pó na composição, o que aumenta o valor calórico e diminuiu as propriedades funcionais do chocolate”, diz Kátia.

Aliás, é importante a anotação de que o pó de cacau não é a mesma coisa que o achocolatado industrializado e docinho, que repousa nas prateleiras dos supermercados. “O estudo fala de pó de cacau, nada parecido com chocolate, menos ainda com achocolatado”, questiona Daniel Bandoni, nutricionista da Universidade de São Paulo (USP). “A concentração dos flavonóides no achocolatado comum é muito pequena, por isso acho que a recomendação básica é ainda evitar o consumo desse tipo de produto rico em açúcar e de alta densidade calórica.”

Dito isso, o cacau vence.



Maria Rita Fava, iG São Paulo

Computador simplificado para idosos é lançado na Grã-Bretanha

Chamado de SimplicITy, equipamento oferece apenas funções básicas e custa R$ 862.

Um novo computador direcionado para idosos com mais de 60 anos que não têm prática com computadores ou com a internet foi lançado na Grã-Bretanha.

O computador, chamado de SimplicITy, é operado através de uma tela inicial básica que oferece apenas seis opções, que direcionam os usuários para atividades básicas como envio e leitura de e-mails e conversas online.

Produzido em parceria entre a empresa de informática Wessex Computers e o website de descontos para idosos Discount Age, os computadores usam o sistema operacional livre Linux.

Os computadores custam entre 299 libras (R$ 862) e 526 libras (R$ 1.514) e já vêm instalados com 17 vídeos que ensinam os usuários a trabalhar com o equipamento.

O SimplicITy não apresenta os menus convencionais. Ao ser ligado, uma tela chamada de Square One é aberta, oferecendo seis opções que podem ser clicadas para levar o usuário aos e-mails, navegar na internet, arquivos (documentos, fotos, etc), conversas online e um perfil do usuário.

A apresentadora de televisão britânica Valerie Singleton, que dirige o website Discount Age e apresenta os vídeos que acompanham os computadores, afirmou acreditar que os idosos "não entendem os computadores".

"Eu uso computadores já há algum tempo e não entendo tudo. Cada vez aprendo uma coisa nova e preciso escrever para não esquecer", disse.

De acordo com Andrew Harrop, diretor de políticas públicas das ONGs britânicas Age Concern e Help the Aged, que trabalham com idosos, os esforços para tentar levar os mais velhos para o ambiente online devem ser "aplaudidos".

"Aposentados que não estão online estão perdendo dinheiro em descontos potenciais em suas compras e com freqüência perdem as melhores taxas de juros para contas de investimento, sem contar os benefícios sociais de estar conectado", afirmou.


fonte:G1

A origem da Sexta-feira 13

Há muito tempo, certos dias ou épocas do ano são compreendidas como impregnadas de algum tipo de infortúnio ou má sorte. Atualmente, o encontro do dia 13 com a sexta-feira é repleto de lendas e crendices que deixam os mais supersticiosos de cabelo em pé. Como se não bastasse isso, o cinema norte-americano tratou de imortalizar esta data com uma seqüência de filmes de terror protagonizada por Jason Voorhees, um serial killer que ataca nessa mesma data.

Contudo, poucos sabem dizer qual é a verdadeira origem da “Sexta-feira 13”. De fato, as possibilidades de explicação para esta crença se encontram difundidas em diferentes culturas espalhadas ao redor do mundo. Uma das mais conhecidas justificativas dessa maldição conta que Jesus Cristo foi perseguido por esta data. Antes de ser crucificado em uma sexta-feira, o salvador das religiões cristãs celebrou uma ceia que, ao todo, contava com treze participantes.

Outra explicação sobre essa data remonta à consolidação do poder monárquico na França, especificamente quando o rei Felipe IV sentia-se ameaçado pelo poder e influência exercidos pela Igreja dentro de seu país. Para contornar a situação, tentou se filiar à prestigiada ordem religiosa dos Cavaleiros Templários, que, por sua vez, recusou a entrada do monarca na corporação. Enfurecido, segundo relatos, teria ordenado a perseguição dos templários na sexta-feira, 13 de outubro de 1307.

De acordo com outra história, a maldição da sexta-feira 13 tem a ver com o processo de cristianização dos povos bárbaros que invadiram a Europa no início do período medieval. Antes de se converterem à fé cristã, os escandinavos eram politeístas e tinham grande estima por Friga, deusa do amor e da beleza. Com o processo de conversão, passaram a amaldiçoá-la como uma bruxa que, toda sexta-feira, se reunia com onze feiticeiras e o demônio para rogar pragas contra a humanidade.

Reforçando essa mesma crendice, outra história de origem nórdica fala sobre um grande banquete onde o deus Odin realizou a reunião de outras doze importantes divindades. Ofendido por não ter sido convidado para o evento, Loki, o deus da discórdia e do fogo, foi à reunião e promoveu uma enorme confusão que resultou na morte de Balder, uma das mais belas divindades conhecidas. Com isso, criou-se o mito de que um encontro com treze pessoas sempre termina mal.

Apesar de tantos infortúnios associados a essa data, muitos a interpretam com um significado completamente oposto ao que foi aqui explicado. De acordo com os princípios da numerologia, o treze – por meio da somatória de seus dígitos – é um numeral próximo ao quatro, compreendido como um forte indício de boa sorte. Além disso, indianos, estadunidenses e mexicanos associam o número treze à felicidade e ao futuro próspero.



Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

BeautifulPeople aprova 45% dos brasileiros

BeautifulPeople, a rede social dinamarquesa que seleciona seus usuários pelos atributos físicos, rejeitou 55% dos brasileiros desde sua inauguração global em 26 de outubro, segundo dados do site.


Mas, apesar do aparente mau retrospecto, o Brasil é considerado “um dos países mais bonitos em geral”, informa Robert Hintze, fundador do site, em comunicado oficial


A marca de 45% de aprovados deixa o Brasil como a terceira nação mais bem aceita no BeautifulPeople, atrás apenas de Suécia, que possui um índice de aprovação de 66,5%, e Noruega, com 58%.


Levando em conta a separação por sexos, os homens brasileiros ficam na segunda colocação de mais bem cotados dentro da rede social, com os mesmos 45% de aprovação das mulheres do país. Elas, porém, enfrentam uma concorrência mais forte e ficam com a quarta posição, de acordo com as estatísticas da rede social.


Nessas duas semanas de abertura da rede social ao mundo, o BeautifulPeople reprovou 1,8 milhão de pessoas e aceitou 360 mil novos membros – isto é, apenas uma em cada cinco pessoas conseguiu o passaporte.


Hoje, diz Hintze, a rede possui 540 mil usuários no mundo todo e quatro milhões de visitas diárias, além da massiva repercussão pelos países.


Na estréia mundial, o BeautifulPeople causou polêmica por onde passou. Acusado de ter valores fúteis, a rede social foi bloqueada em alguns países do Oriente Médio.


O site também ficou fora do ar por mais de 24 horas, pois cedeu ao acesso massivo de internautas de todo o mundo.


Em resposta aos que vêem a rede social como algo condenável, Hintz dispara: “O BeautifulPeople.com pode ser moralmente feio para nossos críticos, mas nosso sucesso crescente é uma verdade muito bonita”.


fonte:info.abril

terça-feira, 10 de novembro de 2009

As cinco diferentes atitudes

O texto a seguir é adaptado de uma história de Portia Nelson:

1 - Eu caminho pela rua. Existe um buraco na calçada. Eu estou distraído, pensando em mim, e caio lá dentro. Me sinto perdido, infeliz, incapaz de pedir ajuda. Não foi minha culpa, mas de quem cavou aquele buraco ali. Eu me revolto, fico desesperado, sou uma vítima da irresponsabilidade dos outros, e passo muito tempo lá dentro.

2 - Eu caminho pela rua. Existe um buraco na calçada. Eu finjo que não vejo, aquilo não é meu problema. Eu caio de novo lá dentro. Não posso acreditar que isto aconteceu mais uma vez, devia ter aprendido a lição, e mandado alguém fechar o buraco. Demoro muito tempo para sair dali.

3 - Eu caminho pela rua. Existe um buraco na calçada. Eu o vejo. Eu sei que ele está ali, porque já caí duas vezes. Entretanto, sou uma pessoa acostumada a fazer sempre o mesmo trajeto. Por causa disso, caio uma terceira vez; é o hábito.

4 - Eu caminho pela rua. Existe um buraco na calçada. Eu dou a volta em torno dele. Logo depois de passar, escuto alguém gritando - deve ter caído naquele buraco. A rua fica interditada, e eu não posso seguir adiante.

5 - Eu caminho pela rua. Existe um buraco na calçada. Eu coloco tábuas em cima. Posso seguir meu caminho, e ninguém mais tornará a cair ali.


fonte:Paulo Coelho

domingo, 8 de novembro de 2009

Brasil desperdiça R$ 15,1 bilhões por ano com baixa qualidade de ensino

Esqueça o discurso de que o grande problema da educação no Brasil é a falta de recursos. Tão grave quanto o baixo investimento do País no ensino é o desperdício de dinheiro. Perder um ano é um prejuízo incalculável para o estudante, mas a repetência e o abandono escolar têm o seu preço: R$ 15,1 bilhões a cada 12 meses.

A baixa qualidade do ensino faz com que os meninos e meninas não aprendam o conteúdo e precisem repetir o ano letivo. Ou pior: desistam dos estudos e deixem, definitivamente, a rotina escolar.

“É muito sério porque as crianças ficam sem aprender. Além disso, com esse dinheiro daria para construir inúmeras escolas de ensino infantil, por exemplo”, reconhece a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Maria do Pilar (leia entrevista abaixo).

Cada escola citada pela secretária custa R$ 1,2 milhão. Ou seja, com o dinheiro perdido daria para entregar 12.662 escolas mobiliadas para a sociedade. Para se ter uma ideia, só a repetência e o abandono da sala de aula nos dois ciclos do ensino fundamental custam, juntos, R$ 12 bilhões. A isso, soma-se o prejuízo da evasão e da reprovação nos três anos do ensino médio que pesam outros R$ 3,2 bilhões.

A conta foi feita com dados do próprio Ministério da Educação. Um estudo do custo-aluno do Instituto Nacional de Pesquisas Educacional (Inep) mostra que o investimento per capita anual em educação no Brasil é de R$ 2.166 para séries iniciais do fundamental, R$ 2.317 para séries finais e R$ 1.572 para ensino médio.

O número de meninos e meninas que não alcançam a aprovação no fim do ano também é do MEC e foram calculados a partir do percentual de reprovação e abandono por série da educação básica. Os dados mais recentes divulgados pelo MEC, neste ano, dizem respeito aos índices de 2007 (veja mapa na página), já que existe um prazo para que as secretarias de Educação enviem os números ao governo federal.

Esses percentuais mostram a repetência média de 13% e 13,5% dos alunos, respectivamente, dos ensinos fundamental e médio. O abandono não é menos preocupante: 5,2% e 14,7%, respectivamente. Se o percentual parece alto, o número impressiona ainda mais: 7,3 milhões de estudantes não conseguiram aprovação no final daquele ano letivo.

Vale lembrar que não estão incluídos na conta outros níveis de ensino como infantil, educação de jovens e adultos e ensino superior. O dinheiro faz falta aos parcos investimentos brasileiros em educação, que anualmente giram na casa dos 4,3% do Produto Interno Bruto (PIB).

“O investimento perdido deixa clara a urgência de se mudar a sistemática da aplicação de dinheiro na educação. Os recursos são realmente mal empregados”, observa o especialista em financiamento em educação, o pesquisador da Universidade de Brasília Messias Costa.

Entrevista

A secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar, usa um trecho da música do Skank para resumir o desafio do ensino público do país. Em entrevista ao iG, ela lembrou de Pacato Cidadão. “Se o país não for para cada um, pode estar certo que não será para nenhum”, disse.

Ex-secretária municipal de Educação de Belo Horizonte, (MG) e ex-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), ela destaca, no entanto, que apesar de ruim, o quadro tem melhorado.

iG - É uma pena prejudicar todos os anos 7,2 milhões de alunos e perder R$ 15 bilhões por ano...

Maria do Pilar - É mais que isso. É muito ruim porque as crianças ficam sem aprender. Além disso, com esse dinheiro daria para construir inúmeras escolas de ensino infantil, por exemplo.

E como chegamos a um cenário tão ruim?

Como diz a música do Skank, se o País não for para cada um. Pode estar certo que não será para nenhum. Quem não tiver o direito de ler e escrever não vai ser ninguém e o Brasil vai ser um país atrasado e desigual.

O que está sendo feito?

Problemas complexos não têm soluções simples mas estamos trabalhando fortemente para corrigir tantas distorções. Há dez anos era muito pior e os índices de abandono e repetência têm caído a cada ano. Como o ensino básico responsabilidade dividida entre todos os entes, o governo federal trabalha em projetos para melhorar os indicadores e garantir o aprendizado.

Como?

Um das principais ações é a criação do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Por ele, não adianta reprovar o aluno que não sabe e nem passar todo mundo. O programa exige fluxo e qualidade e conta na hora de repassar recursos. Isso gera reflexão.





fonte:IG educação

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Sacolinhas de Natal

Caros amigos,

Primeiramente, agradecemos o apoio de todos na Campanha "Adote uma Criança" onde atingimos as 58 crianças da Associação, que receberão seus presentes de natal em uma festa oferecida pela Empresa Neve, restando apenas as cestas de Natal (cesta Básica + Panetone).
O nosso trabalho é continuo e precisamos atender as 58 famílias mensalmente, onde precisamos conseguir doações de :
- SUSTAGEM - os portadores não podem consumir alimentos sólidos e é a base da alimentação deles
- ATADURAS DE CREPON 12 cm - o uso é diário é chegam a consumir cerca de 2 à 4 rolos ao dia
- MATERIAL DE PINTURA - Muitas de nossas crianças, mesmo sem seus membros pintam com os pés e precisamos incentivá-las como doações de tintas, pincéis, telas e cursos.
- CESTA BÁSICA- A maioria das famílias são carentes e pretendemos entregar 1 cesta por mês para cada família, contendo os seguintes itens:
1 kl de Fubá
1 kl de Feijão
2 kl de arroz
1 kl de farinha de trigo
1 kl de farinha de mandioca
1 kl de Macarrão
1 kl de café
1 kl de Sal
1 kl de Açúcar
1 Pc de Biscoito
1 cx de extrato de Tomate
1 lt de Oleo

Quem puder ajudar doando algum desses itens, agradeço de coração.


Endereço para entrega das doações:

A ASSOCIAÇÃO SOS EB EM SÃO PAULO/SP está atendendo as segundas -feiras no horário das 14:00 até as 17:00 hs. Na av. Ipiranga, 337 – centro.
telefone (11) 3506-7900

Campanha Pedigree - adotar é tudo de bom

Pessoal,

A campanha da Pedigree ( a que passa na TV- adotar é tudo de bom) para incentivar a adoção de cães abandonados, está com um vídeo no You Tube.
Cada vez que você acessa eles doam alimentação para os abrigos. NEM PRECISA ASSISTIR AO VIDEO. É SÓ CLICAR.
Entretanto, se você puder, veja o víeo e também o making off ( que aparece logo depois que termina o filme).
Não tem imagens apelativas nem de maus tratos. A idéia é ótima e poder ajudar é tudo de bom, também!
Vamos acessar o "link" do you tube, abaixo e ajudar a alimentar um peludinho carente. Para cada vizualização do video, a Pedigree doara um prato de ração para cachorros abandonados.

Conto com vocês para ajudar! É só acessar o link.

http://www.youtube.com/watch?v=2DR6XqBKkSM&eurl=http%3A%2F%2Fblogs%2Eband%2Ecom%2Ebr%2Fbarbaragancia%2Findex%2Ephp%2F2009%2F08%2F13%2Fpau%2Dna%2Dmaquina%2F&feature=player_embedded

Passem para suas listas, quando mais gente acessar, melhor!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Tudo tem o seu preço?

Ao longo da história da humanidade, grandes decisões foram fundamentais para salvar vidas ou provocar mortes, construir ou destruir. E por trás destes acontecimentos, sempre tivemos o próprio homem em exercício do livre arbítrio, ou seja, da capacidade de escolher e decidir sobre o seu destino.

A escolha é inerente à natureza humana, pois foi por intermédio de grandes iniciativas ou decisões que o homem evoluiu da idade da pedra ao fantástico avanço tecnológico dos dias atuais. Porém, a capacidade de eleger o que o indivíduo julga ser melhor para si ou para um coletivo de pessoas, está na razão direta de como o seu "eu" relaciona-se consigo mesmo e com o mundo à sua volta. Um indivíduo egocêntrico, por exemplo, muito centrado em si mesmo, dificilmente terá capacidade de discernir se a sua decisão afetará ou não consideravelmente outras pessoas, pois o que inconscientemente importa para ele é a desesperada tentativa de satisfação de suas necessidades narcísicas, não importando as consequências da decisão tomada.

A vida nos garante a liberdade de escolha de nossos desígnios. Nada pode interferir na orientação natural que garante ao ser humano o livre arbítrio. Somos seres interdependentes e livres, e esse paradoxo assegura-nos a liberdade, mas ao mesmo tempo, exige-nos (auto)responsabilidade diante da experiência vital, o que significa que somos seres livres mas responsáveis pelas nossas escolhas...

E esse verdadeiro desafio humano que envolve liberdade com responsabilidade, tem sido ao longo dos séculos, o grande problema da humanidade, à medida que o homem tem demonstrado dificuldades em associar o livre arbítrio com a obrigação de responder pelos próprios atos ou pelos atos de outrem.

No entanto, continuamos consciente ou inconscientemente, perseguindo o equilíbrio entre ser livre e ser responsável... e entre altos e baixos de nossas experiências vitais, algumas vezes, paramos para refletir sobre a sensatez ou insensatez de nossas escolhas...

E o preço de cada escolha está na razão direta da avaliação que fazemos a respeito da experiência vivenciada. É a única forma do indivíduo, através de erros e acertos, gradualmente, processar a sua evolução consciencial. Na verdade, aprendemos com os erros...

Sob o ponto de vista da reencarnação, somos a síntese de erros e acertos cometidos no histórico de muitas vidas do espírito reencarnado. E nessa linha de raciocínio, o sofrimento representado pela perdas, doenças, deformações físicas e incapacidades severas, é o resultado (efeito) do desequilíbrio (causa) provocado pelas nossas escolhas anteriores...

Sempre teremos um preço a pagar, é a lei de causa e efeito... e esse preço que não é punição, mas consequência de nossos atos pretéritos, será cada vez mais baixo à medida que processarmos o equilíbrio entre acertos e erros consideráveis à luz da consciência. Quanto mais "acertarmos", tendo como parâmetro a consciência, menos temos a "pagar", até o momento existencial que conseguimos quitar o saldo devedor acumulado do passado-presente.

Quando é chegado esse momento, a vida se renova para o espírito livre dos grilhões do pretérito, e um horizonte de possibilidades se abre no porvir da existência, convidando-o a continuar a sua caminhada rumo à expansão de sua consciência.
Contudo, esse degrau evolutivo não garante ao ser a libertação total de sua condição humana sujeita a erros em suas escolhas de vida, pois mais uma vez reencarnado, o espírito sujeita-se às consequências da orientação do livre arbítrio...

Na vida, tudo tem o seu preço... e esse valor a ser pago depende do nível de percepção que adquirimos a respeito do que elaboramos de nossas experiências vitais baseadas em escolhas consideradas sensatas ou insensatas. É o jogo da vida... e se quisermos evoluir teremos que, necessariamente, aprender a jogar esse jogo para que nos tornemos futuros vencedores.



fonte:Psicoterapeuta Interdimensional. www.flaviobastos.com

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Vá ao teatro

O Governo de São Paulo, em parceria com a Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), lançam a campanha Vá ao Teatro, a partir do dia 26/10. Várias peças teatrais e circenses vão ser vendidas por R$ 5,00 até 13/12.



As produções participantes garantem um mínimo de 10% da lotação da sala de apresentação para a campanha. Os ingressos do Vá ao Teatro só são encontrados nas bilheterias da campanha no Poupatempo de Itaquera, Santo Amaro e São Bernardo do Campo, além dos pontos de venda do Ingresso Rápido e da bilheteria móvel que vai circular pela cidade.



A ideia é estimular que as pessoas assistam aos espetáculos que estão em cartaz, ajudando assim na formação de plateia e na difusão cultural.





Ingressos/Vouchers:



Os ingressos disponibilizados pela produção dos espetáculos serão vendidos a um valor de R$ 5,00 (cinco reais).

Os ingressos serão vendidos na forma de vouchers, que deverão ser trocados na bilheteria do teatro com no mínimo 30 min de antecedência.

Não serão vendidos mais do que 04 (quatro) vouchers por pessoa.

Não serão efetuadas vendas de vouchers para grupos, em nenhuma hipótese.

Os vouchers serão vendidos até um dia antes do espetáculo.

Nos vouchers devem constar o logo do Vá ao Teatro, o nome do espetáculo, data e horário.



fonte:http://www.vaaoteatro.org.br/projeto.php

domingo, 25 de outubro de 2009

Câncer de mama é doença que mais mata brasileiras

Aliados ao exame periódico, alimentação saudável e prática de exercícios ajudam a prevenir a doença.


O mês de outubro vem chegando ao fim e, com isso, o movimento “Outubro Rosa”, que busca conscientizar e mobilizar a sociedade no combate ao câncer de mama, também. No entanto, as mulheres devem continuar se prevenindo para evitar que a doença mais temida pelo público feminino não continue crescendo em números descomedidos: segundo dados do Instituto Nacional de Câncer, o Inca, a estimativa para o próximo ano é do surgimento de mais 50 mil novos casos com maiores incidências nas regiões Sul e Sudeste.

O câncer de mama causa um impacto forte no mundo feminino. A doença pode ter muitas complicações físicas e psicológicas, desde a retirada da mama, que pode afetar a percepção da sexualidade e a imagem pessoal da mulher, até a morte.

Por estas razões, a prevenção e o diagnóstico precoce são as principais medidas a serem tomadas para evitar que o câncer de mama vá mais longe do que deveria. Segundo o médico oncologista José Roberto Fígaro Caldeira, responsável pelo Serviço de Mastologia do Hospital Amaral Carvalho, hábitos mais saudáveis são algumas das atitudes a serem tomadas para prevenção, além do exame periódico.

Fazer exercícios físicos, ter uma dieta rica em frutas, legumes e verduras, não tomar bebidas alcoólicas em excesso e não fumar são algumas das indicações primárias que, junto ao autoexame, são necessárias.

A mamografia não deve ser deixada de lado, mas pela grande procura, existe uma maior dificuldade frente aos postos de saúde pública: para agendar o procedimento, a paciente pode esperar até cinco meses, ou mais. Segundo o Dr. José Roberto, isso compete ao Poder Público: “Deveriam disponibilizar mais verbas e condições para que o exame possa ser feito em maior número de pacientes. No entanto, com o aumento de mamografias realizadas, surge também uma necessidade de dar continuidade ao tratamento às mulheres com lesões tumorais identificadas, o que acarreta também a necessidade de mais verba”, diz. Com isso, é importantíssimo agendar sua mamografia o quanto antes.

Recomendações
Embora o câncer de mama seja um assunto sempre discutido, ainda existem muitas dúvidas acerca da doença e alguns mitos a serem desvendados. Abaixo, confira o que também pode colaborar para sua saúde.

1. É recomendável que a mamografia seja feita anualmente a partir dos 40 anos, mas se houver histórico familiar de câncer de mama, principalmente em parentes de 1º grau, é importante realizá-la a partir dos 30 anos, seguida de ultrassonografia.


2. Os sintomas que podem indicar o surgimento da doença, além do nódulo palpável, duro e indolor, na mama, incluem saída de sangue pelo mamilo ou secreção límpida, engrossamento da pele da mama (edema de pele) com possibilidade de vermelhidão, retração do mamilo e nódulos duros palpáveis na axila ou na base do pescoço.

3. A influência do uso de anticoncepcionais no desenvolvimento da doença é um assunto controverso, no entanto, aproximadamente 70% dos tumores mamários são alimentados pelo estímulo hormonal. Todo cuidado é pouco.

4. Em alguns casos, a mamografia não é o bastante. Nas chamadas mamas “densas”, geralmente de mulheres abaixo dos 40 anos, o procedimento médico pode não identificar a doença. Por serem de difícil avaliação, a ultrassonografia complementar é muito importante.

5. Vale lembrar que o câncer de mama também pode atingir o lado masculino, que possui uma proporção aproximada de um homem para cada 100 mulheres. No caso deles, o principal sintoma é o nódulo mamário seguido de secreção mamilar com sangue.

Mutirão da mamografia
No dia 14 de novembro a população feminina de Jaú pode comparecer ao “Mutirão da mamografia”, do governo do Estado, realizado pelo Hospital Amaral Carvalho. Pela prevenção do câncer de mama, a ação oferecerá cerca de 900 análises clínicas nas cidades da região.

Para agendar a sua, que somente pode ser feita por mulheres a partir dos 40 anos, basta ligar a um dos hospitais credenciados e no dia do exame apresentar um pedido médico. No Hospital Amaral Carvalho, o último dia de inscrição é 30 de outubro. Para mais informações, ligue para (14) 3602-1283



fonte:IG

Se você casar ou divorciar, terá de plantar árvore

Imagine o caro leitor se, ao casar, divorciar ou mesmo comprar automóvel, fosse obrigado a plantar uma determinada quantidade de árvores, com o objetivo de “combater o aquecimento global”. Pois é exatamente isso o que estabelece o Projeto de Lei 2900/08, de autoria do deputado Manato (PDT-ES), que será analisado pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável antes de ser encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

A proposta torna obrigatório o plantio de árvores e congêneres nos casos de divórcio (25 exemplares), casamento (10 unidades), construção de edifícios e compra de carro novo. Segundo o deputado, todas essas situações implicam aumento no consumo de água e de energia, além de resultar em alterações estruturais de ocupação do espaço urbano.



fonte:último segundo

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

todos tem um dom, não importa a espécie.

Cão artista plástico pinta o sete e telas de 3 mil reais.

Sam, o cachorro de Maryland (EUA), é adepto da arte moderna – e vai expor.




Numa casa em Maryland (EUA), mora um cachorro muito calmo e sereno. Quando não está correndo atrás das cadelinhas da vizinhança ou brincandio no quintal, Sam tem um passatempo muito original. Ele pinta telas usando o pincel com a boca.

Sam é uma espécie de Leonardo da Vinci canino. Já pintou 22 quadros, no estilo moderno e abstrato. Uma de suas telas foi avaliada em US$ 1700 (cerca de R$ 3 mil).

A americana Mary Stadelbacher é a dona de Sam. Ela treina cachorros para ajudar gente com deficiência e acabou descobrindo o talento do artista de quatro patas.

Alguns golfinhos e elefantes foram treinados para pintar – e até já foram feitas exposições com suas telas. Sam, pioneiro na arte canina, merece já uma curadoria especial para mostrar suas obras.


fonte:R7

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Se não pode vence-lo.....

Cocô de cão vale uma graninha agora: tudo pelo maio ambiente.

Governo oferece grana por cocô de cachorro.Em Taiwan, donos de cães que recolherem fezes podem levar à prefeitura para ganhar um dinheiro extra.


A cidade de Taichung, em Taiwan, lançou um programa bem original para acabar com a sujeira dos cachorros em calçadas e parques. Todo cidadão que recolher as fezes do seu e de outros donos de cães poderá levá-las num saquinho, ou num sacão, até a prefeitura para receber uma grana em troca. Cada quilo de cocô vale US$ 3.

O site do Conselho Municipal de Meio Ambiente postou a seguinte mensagem: “Esperamos que os esforços da população acabem com a sujeira da cidade de maneira espontânea ou com a troca de seus saquinhos de limpeza por dinheiro.” Um milhão de pessoas moram na cidade – e estima-se que existam 100 mil cãezinhos de estimação. O projeto de limpar o cocô começa a valer a partir da semana que vem. “Não tínhamos outra alternativa, já que aumentou o número de animais de estimação e a população não tem colaborado com a limpeza na cidade” disse Wan Wen-ge, engenheiro que faz parte do Conselho de Meio Ambiente.


fonte:R7

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Casal bebedor de sangue e de caninos afiados se casa em um rancho nos Estados Unidos

Geralmente, as mulheres passam a juventude sonhando com um casamento lindo, em uma igreja enfeitada, com um vestido branco. Connie Spitznagel pelo jeito não. Ela topou juntar os trapos com Jack Holsinger, vestida de vampira.





O casal colocou uma fantasia de Drácula e se casou em um rancho, em Columbia Township, nos Estados Unidos, enfeitado como se fosse uma festa de Dia das Bruxas..
.
- Foi misterioso e meio assustador. O Dia das Bruxas dá a chance de ser algo diferente – afirmou o noivo..
.
Holsinger chegou ao altar em um caixão. Lá já estava Connie vestida como vampira em frente a um padre fantasiado de Jason, de Sexta-feira 13..
.
No fim do casamento, em vez do tradicional beijo, o casal uivou para a lua e um mordeu o pescoço do outro. O local da lua-de-mel não foi divulgado, mas talvez a Transilvânia seja um bom destino.


e eles viveram feliz por toda eternidade..........tem louco pra tudo rsrs


fonte:R7

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Atitute louvável

O São Paulo Futebol Clube com o intuito de divulgar e incentivar a doação de órgão e tecidos, está oferecendo o Batismo Tricolor para 10 transplantados. Este evento está sendo organizado pela AMEO - Associação da Medula Óssea, com apoio do site - Medula Óssea - Doar em Vida Salva.

Serão batizados transplantados de Medula Óssea, Rim, Fígado, Pâncreas, Coração e Pulmão.



Parabéns São Paulo é um exemplo a ser seguido.

domingo, 27 de setembro de 2009

O que o desespero leva as pessoas a fazerem....

Britânicos querem vendem rins para pagar dívidas


Londres - A atual crise econômica afetou alguns britânicos de tal forma que puseram à venda seus rins para pagar suas dívidas, informa o "The Sunday Times" deste domingo.

Pelo menos uma dúzia de anúncios apareceram ultimamente na internet nos quais doadores britânicos oferecem um de seus rins por 25 mil libras (27.500s euro) ou mais.

Cinco dos vendedores foram contatados por repórteres do periódico, que se fizeram passar por amigos ou parentes de doentes para negociar o preço.

Uma das pessoas dispostas a vender um rim é uma enfermeira de 26 anos que disse necessitar o dinheiro para pagar as dívidas depois que fracassou o negócio que tinha montado.

Outro é um taxista de 43 anos do condado de Lancashire, que quer pagar parte de sua hipoteca e comprar um novo fogão.

Depois que se revelou esses casos, o ex-presidente da Sociedade Britânica de Transplantes, Peter Friend, disse que chegou a hora de debater publicamente o fenômeno da venda de órgãos.

Segundo Friend, os países ocidentais proibiram essas práticas, "mas o resultado é que o comércio virou clandestino, por isso que é importante um debate ao respeito".



fonte:Último Segundo

domingo, 20 de setembro de 2009

Isso sim é uma verdadeira prova de amor....

Vira-lata se arrisca para salvar dono em incêndio, no Chile
Lucky subiu escada em chamas e mordeu braço de garoto de 15 anos.
O adolescente jogava vídeo-game quando a casa começou a pegar fogo.





Um adolescente chileno de 15 anos foi salvo de um incêndio pelo próprio cachorro, em Concepcíón, a 500 quilômetros de Santiago, informou neste domingo (20) a imprensa local.

O garoto, identificado como Christián, jogava vídeogame no segundo andar de sua casa enquanto os familiares celebravam as festas pátrias do Chile no térreo, na madrugada de sábado.

De repente, houve um curto-circuito, e o fogo começou a consumir rapidamente o piso superior da casa, quase todo feito de madeira.

"Foi tudo num abrir e fechar de olhos. Eu havia saído para procurar meu pai e logo ouvi que gritavam: "incêndio!". Corri até minha casa porque meu filho estava no segundo andar", contou a mãe de Christián, María Cuevas.

Segundo ela, ninguém havia lembrado do garoto. Foi então que Lucky, o vira-lata da família, subiu correndo até o segundo piso, atrás de seu dono.


"O cachorro subiu entre as chamas até o segundo piso. Como meu filho estava desesperado e não conseguia nem se mexer, o cachorro mordeu o braço de Christián e o puxou", disse María ao jornal 'Crónica de Concepción'.

O menino escapou ileso do incêndio, e o cão teve alguns pelos chamuscados. O segundo andar da casa ficou totalmente destruído.

"Ainda que o lugar estivesse envolto em chamas, foi o cachorro que o salvou. Lucky agora é meu herói", disse a mãe do garoto.


fonte:G1

Doação de Órgãos

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Se essa moda pega.....

Justiça espanhola decide que insultar o chefe não é motivo para demissão
Trabalhador foi demitido por chamar o gerente de 'filho da puta'.
Para tribunal, expressão é de uso corrente e não serve de justificativa.

O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC), na Espanha, decidiu que chamar o chefe de "filho da puta" não é motivo para demissão, já que a expressão é "de uso corrente", segundo reportagem do jornal espanhol "El Mundo".

De acordo com o periódico, a decisão do tribunal obriga a empresa a readmitir o trabalhador, que foi demitido por ter insultado o gerente. A companhia também terá que pagar uma indenização de 6.483 euros (cerca de R$ 17,2 mil).

Na sentença, os juízes do TSJC destacaram que devido à degradação social da linguagem certas expressões tornaram-se habitais, especialmente durante discussões. Por esse motivo, eles decidiram que a demissão foi desproporcional.


O código dos Trabalhadores na Espanha contempla os insultos como justificativas para demissão disciplinar, mas expressões como "filho da puta" não são suficientes para levar à demissão do funcionário, porque são "consideradas de uso corrente".

O incidente aconteceu em 14 de janeiro de 2008, quando o funcionário e o gerente da empresa discutiram de forma ríspida por causa de questões salariais. A sentença aconteceu em fevereiro deste ano, mas foi divulgada nesta quarta-feira pela imprensa.


fonte: G1

domingo, 13 de setembro de 2009

Quase 60 mil pessoas aguardam por uma doação no País; saiba quais são os critérios

Atualmente, no Brasil, 59.444 pessoas aguardam na fila por um órgão. Muitas, dizem os médicos, não chegarão ao começo da lista. “Como no Titanic, não há boias para todos, precisamos de critérios de escolha. A compatibilidade é o principal, depois o tempo de espera na lista e o grau de gravidade”, afirma Sônia Coria, da Central de Transplantes do Estado de São Paulo.

A fila com maior tempo de espera é a do rim, com 31.270 pessoas. Isso, por um motivo claro: as pessoas têm possibilidade de fazer hemodiálise e viver por anos nessa condição. “Pacientes que aguardam por coração, fígado e pulmão não têm a mesma chance. Morrem porque não há uma máquina que substitua a função destes órgãos”, explica Reginaldo Boni, coordenador da Central de Transplantes do Estado e diretor de captação de órgãos da Santa Casa de São Paulo.

O tipo mais comum de doação de órgãos é realizado após a morte encefálica de um paciente. O diagnóstico deste tipo de morte tem início com a abertura de um protocolo – onde são realizados exames clínicos – até no máximo 48h após a constatação.

São duas fases de exames, cujos intervalos dependem da idade do paciente: de sete dias a dois meses incompletos, 48h; de dois meses a um ano, 24h; de um a dois anos, 12h. Acima disso, o intervalo previsto em lei é de seis horas. “Qualquer médico pode realizar o exame, desde que o primeiro seja feito por um e o segundo, por outro”, afirma Marcelo Oliveira, médico do Hospital das Clínicas em São Paulo.

Oliveira afirma que a família do paciente deve ser avisada de que o protocolo foi aberto. Os remédios que podem afetar outros órgãos devem ser suspensos. Ele ressalta que o diagnóstico deve ser urgente já que um pulmão dificilmente é aproveitado depois de 48h e, um coração, após 72h. Além disso, a pessoa pode ter uma parada cardíaca o que inviabiliza toda a doação (menos de tecidos).

Com a confirmação, o hospital aciona diretamente a Central de Transplantes ou uma Organização de Procura de Órgãos (OPO). No Estado de São Paulo, há 10 OPOs, sendo quatro na capital: Hospital das Clínicas, Santa Casa de Misericórdia, Hospital São Paulo e Instituto Dante Pazzanese. As outras estão nas cidades de Marília, Botucatu, São José do Rio Preto, Campinas, Sorocaba e Ribeirão Preto.

A Central verifica quem será o receptor e entra em contato com a equipe transplantadora. É ela quem vai realizar a extração, que pode ser feita no próprio hospital onde está o doador.

Reginaldo Boni afirma que a doação não é “algo democrático” e é preciso que todo o núcleo familiar da vítima esteja de acordo. Pai e mãe devem assinar a autorização no caso de filhos com menos de 18 anos.

Mesmo que a pessoa deixe registrada, por escrito, a sua vontade de doar órgãos quando morrer, se a sua família não autorizar, ela não será realizada.

Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, desde 1997, os pacientes podem acompanhar pela internet a situação em que estão na lista de espera.

Doação entre vivos

Pessoas vivas só podem doar parte do fígado, a medula óssea, um dos rins e parte do pulmão. Pela lei, só é possível que essa doação seja para transplante em cônjuge ou parentes de até quarto grau. Em outros casos, é necessária uma autorização judicial, exceto para medula.

Conforme o Ministério da Saúde, qualquer pessoa com idade entre 18 e 55 anos, que não tenha nenhuma doença infecciosa, pode ser doadora de medula óssea. Os interessados devem procurar os hemocentros dos Estados onde moram para coletar uma pequena quantidade de sangue e preencher uma ficha com informações pessoais. Esta amostra de sangue será tipificada e incluída no Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), que é um cadastro nacional e, hoje, conta com cerca de um milhão de voluntários cadastrados.









fonte: Lecticia Maggi, repórter do Último Segundo

WWF

Seja um Voluntário


Procure uma entidade beneficente: