quarta-feira, 30 de junho de 2010

Labrador avisa menina diabética quando taxa de açúcar se altera

Cão treinado para detectar o nível de açúcar no sangue de seres humanos evita que menina britânica entre em coma.

A cadela Shirley é um dos dez cães treinados pela entidade beneficente Cancer & Bio-detection para alertar diabéticos quando sua condição se deteriora e mora há quatro meses com a pequena Rebecca Farrar, que tem diabetes tipo 1.



A cadela Shirley é um dos dez cães treinados pela entidade beneficente Cancer & Bio-detection para alertar diabéticos quando sua condição se deteriora e mora há quatro meses com a pequena Rebecca Farrar, que tem diabetes tipo 1.



"Ela salva a minha vida", diz Rebecca, que é a primeira criança a receber um cachorro para detectar sua doença. "Ela é minha melhor amiga." Shirley é capaz de sentir uma mudança de odor exalado pelo corpo de Rebecca quando sua taxa de açúcar cai ou sobe a níveis alarmantes.

O cheiro não é detectado por seres humanos e é um sinal emitido pelo corpo antes de outros mais aparentes, como palidez.

Ela então começa a lamber os braços e as pernas da menina para alertá-la. Desta forma, a menina ou sua mãe têm condições de tomar providências para evitar um colapso.

Alerta precioso

"Shirley percebe (a queda no nível de açúcar) bem rapidamente e começa a lamber as mãos e pernas de Rebecca até ela tomar uma Coca-cola ou ingerir açúcar, que elevam seus níveis de açúcar novamente. Quando a taxa está muito alta, Shirley também sente e dá o alerta", explica a mãe de Rebecca, Claire.

A mãe lembra de um episódio em que ninguém percebeu que a taxa de açúcar de Rebecca estava caindo até Shirley dar o precioso alerta.

"Nós não tínhamos ideia de que ela estava com a taxa de açúcar baixa. Ela estava dançando em um clube com seu irmão-gêmeo, Joseph, e quando os dois voltaram à mesa para tomar algo, Shirley começou a lamber as mãos de Rebecca. O kit de primeiros-socorros estava embaixo da mesa e Shirley foi até lá e pegou um exame de nível de açúcar", conta Claire.

"Ela deu o exame a Rebecca e começamos a desconfiar que tinha algo de errado. Fizemos o teste, e o nível estava bem baixo. Se eu não tivesse Shirley, Rebecca teria entrado em colapso. E quando isso ocorre, ela entra em um sono tão profundo que se tentamos colocar açúcar em sua boca, ela engasga."
A presença de Shirley na casa também tornou a vida de toda família mais fácil.

"Ela tinha um colapso a cada dois dias. Às vezes eu a socorria apenas pouco antes de ela entrar em um colapso muito sério, outras vezes eu tinha de chamar a ambulância", conta Claire. "Mas agora temos Shirley e ela detecta a queda no nível de açúcar antes de Rebecca perceber o problema."

Claire conta que também consegue ter noites de sono mais tranquilas, sem medo de a filha ter algum problema durante a noite, como ocorria antes de Shirley dormir ao lado da cama de Rebecca.

A entidade beneficente que deu Shirley à família treina cachorros para detectar todo tipo de doença, incluindo câncer.

"O que nós descobrimos nos últimos cinco anos é que cães são capazes de detectar doenças humanas pelo odor. Quando a nossa saúde altera, temos uma pequena alteração no odor do corpo. Para nós é uma mudança mínima, mas para o cachorro é fácil de notar", diz ClaireGuest, da organização Cancer & Bio-detection.



fonte:IG

quarta-feira, 23 de junho de 2010

quinta-feira, 17 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010

SP abre o primeiro hospital público de transplantes

Hospital Brigadeiro abriga nova instituição.
Ela terá capacidade para fazer mais de 600 transplantes por ano.

A partir desta terça-feira (15), o Hospital Brigadeiro, na região da Avenida Paulista, muda de nome e de perfil. Passa a se chamar Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo Dr. Euryclides de Jesus Zerbini e, como o nome já diz, torna-se uma referência no estado como o primeiro hospital público especializado em transplantes de órgãos.

Com um investimento de R$ 37,3 milhões, a administração do agora antigo Hospital Brigadeiro também muda. Ele passa a ser gerido pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), uma organização social de saúde (OSS) ligada à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O novo centro tem capacidade para a realização de 636 transplantes por ano: 240 de rim, 200 de córnea, 100 de fígado, 48 de pâncreas e 48 de medula óssea. Os procedimentos serão realizados em nove salas cirúrgicas, com a retaguarda de 153 leitos de internação, entre eles 21 reservados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Além de realizar esses procedimentos, o hospital servirá também como centro de análises patológicas para a realização de transplantes em outros hospitais do estado.

Uma central 24 horas funcionará no local, com capacidade para fazer os exames de anatomia patológica e emitir laudos à distância para outros hospitais. De acordo com o superintendente da SPDM, Nacime Salomão Mansur, o modelo escolhido facilitará a realização de mais transplantes e pode servir de modelo. “Estamos mantendo o que já existia aqui e expandindo com a realização de transplantes”, diz Mansur, citando, por exemplo, os atendimentos de neurologia que continuarão a ser feitos no local.

“O Brigadeiro estava um pouco solto na rede, era um hospital sem manutenção, perdido num lugar central da cidade”, diz Wladimir Taborda, assessor médico da Secretaria de Estado da Saúde." Segundo ele, a meta de 636 transplantes tende a aumentar. “É o padrão mínimo e pode aumentar, porque a captação de órgãos vem aumentando.”



fonte:G1

sábado, 5 de junho de 2010

REPORTAGEM DE LÚPUS NO FANTÁSTICO 06/06/10

Associação Brasileira SUPERANDO O LÚPUS

Pedimos para divulgar:

Com grande prazer que informamos que o programa Fantástico, da Rede Globo estará exibindo uma matéria com o tema Lúpus, por conta do diagnóstico da cantora Lady Gaga, a equipe de reportagem esteve na manhã do dia 04 de junho de 2010, em nossa sede para entrevistarmos com o tema "Se É Possível Conviver Com O Lúpus E A Criação Da Associação". A Matéria será exibida no próximo domingo, dia 06 de junho de 2.010, não deixem de assistir, abaixo segue o link de chamada da reportagem.
http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1596838-15605,00-FANTASTICO+CONVERSA+COM+MEDICOS+E+EXPLICA+O+QUE+E+LUPUS+A+DOENCA+DA+LADY+GA.html

visualizar o perfil de Associação: http://www.orkut.com.br/Profile?uid=395632869324514347&mt=2

terça-feira, 1 de junho de 2010

WWF

Seja um Voluntário


Procure uma entidade beneficente: